Tamanho amostral

Top PDF Tamanho amostral:

Tamanho amostral ótimo para variáveis morfoagronômicas em sementes de mamão da cultivar Rubi Incaper 511.

Tamanho amostral ótimo para variáveis morfoagronômicas em sementes de mamão da cultivar Rubi Incaper 511.

Verificou-se, que o número de médias estimadas fora do intervalo de confiança diminui, constantemente, a partir do mometo em que se aumenta a quantidade de frutos na amostra, sendo que tende a se estabilizar a partir dos 150 sementes por amostras, para as váriaveis comprimento e diâmetro da semente e para 60 sementes para as demais variáveis. Isso representa uma redução de 55% no tamanho amostral para as váriaveis comprimento e diâmetro e 50% para as outras variáveis, mantendo os mesmo parâmetros estatísticos da população analisada. Os dados coroboram com Bordin et al. (2012), que ao analisar tamanho de amostra e porcentagem de sementes manchadas em cultivares de arroz reduziu o tamanho da amostra de 80 g para 30 g. No entanto, para o tamanho de amostra para estimar produção de sementes de castanheiras nativa, Borges et al. (2016), evidenciou que é preciso amostrar praticamente todos os frutos correspondente a 96% do total dos frutos do estudo 444 frutos de oito árvores.
En savoir plus

5 En savoir plus

Tamanho amostral ótimo para variáveis morfoagronômicas em frutos de mamão.

Tamanho amostral ótimo para variáveis morfoagronômicas em frutos de mamão.

1 Doutora em Genética e Melhoramento de Plantas, Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural, e-mail: sarah.moreira@incaper.es.gov.br;.. 2 Gradua[r]

4 En savoir plus

Tamanho de amostra para avaliar características de tomate.

Tamanho de amostra para avaliar características de tomate.

Em relação às características avaliadas, os dados se ajustaram a distribuição normal, pelo teste de Lilliefors. Sendo assim, pode-se inferir que os dados são adequados para o dimensionamento do tamanho amostral para distribuição t Student. Para todos os erros de estimação, a característica rendimento de polpa foi a que apresentou maior tamanho de amostram seguida por massa de polpa, vitamina C, massa de fruto, SST, ATT, diâmetro de fruto, altura de fruto e pH. Estes resultados confirmam os coeficientes de variação apresentados na Tabela 1 que mostram que quanto maior a variação dos dados em relação à média, maior o tamanho da amostra em função do erro de estimação.
En savoir plus

6 En savoir plus

Número de frutos para determinar o tamanho de amostra para avaliar características de maracujá pelo método bootstrap.

Número de frutos para determinar o tamanho de amostra para avaliar características de maracujá pelo método bootstrap.

Figura 1 - Relação entre o coeficiente de variação e número de frutos pelo método da regressão linear com resposta a platô para características diâmetro de fruto (A), altura de fruto (B), massa de fruto (C) e massa de suco (D). As médias, os valores máximos e mínimos, as variâncias e os coeficientes de variação das quatro características, que estão apresentados na Tabela 2, foram obtidos de 106 frutos escolhidos aleatoriamente (maior valor obtido nas simulações e mínimo necessário para determinar o tamanho de amostra em função do erro de estimação, obtido para a característica massa de suco). Os dados de todas as características se ajustaram à distribuição normal, pelo teste de Lilliefors. Com isso, pode-se inferir que os dados são adequados para o dimensionamento do tamanho amostral pela distribuição t de Student.
En savoir plus

6 En savoir plus

Dimensionamento amostral para características físicas de goiaba (Psidium guajava L.) na colheita.

Dimensionamento amostral para características físicas de goiaba (Psidium guajava L.) na colheita.

Os valores mínimos, médios e máximos, a variância e o coeficiente de variação para todas as características estão apresentadas na Tabela 1. Em relação as características avaliadas, os dados de circunferência e largura de frutos se ajustaram à distribuição normal, pelo teste de Lilliefors. Para as características massa e altura de fruto, os dados foram transformados utilizado a transformação logaritmica para os mesmos se ajustarem à distribuião normal, pelo teste de Lilliefors. Sendo assim, pode-se inferir que os dados são adequados para o dimensionamento do tamanho amostral pela distribuição t de Student.
En savoir plus

4 En savoir plus

Número de frutos para determinar o tamanho de amostra para avaliar caracteristicas de tangerina utilizando os métodos Bootstrap e regressão linear com resposta a platô.

Número de frutos para determinar o tamanho de amostra para avaliar caracteristicas de tangerina utilizando os métodos Bootstrap e regressão linear com resposta a platô.

As médias, os valores máximos e mínimos, as variâncias e os coeficientes de variação das dez características que estão apresentados na Tabela 4, foram obtidos de 113 frutos escolhidos aleatoriamente (maior valor obtido nas simulações e mínimo necessário para determinar o tamanho de amostra em função o erro de estimação, obtido para a característica massa de suco). Os dados de todas as características se ajustaram à distribuição normal, pelo teste de Lilliefors. Com isso, pode-se inferir que os dados são adequados para o dimensionamento do tamanho amostral pela distribuição t de Student.
En savoir plus

12 En savoir plus

Tamanho de amostra para avaliar características de banana.

Tamanho de amostra para avaliar características de banana.

Figura 2 - Relação entre o coeficiente de variação e número de frutos obtidos pelo método da regressão linear com resposta a platô para características pH (A), ATT (B), SST (C), Ratio (D) e Firmeza de fruto (E). * = significativo a 5%; ** = significativo a 1%, pelos testes F e t; ns = não significativo. As médias, os valores máximos e mínimos, as variâncias e os coeficientes de variação das características, que estão apresentados na Tabela 3, foram obtidos do 120 frutos escolhidos aleatoriamente. Os dados das nove características se ajustaram à distribuição normal, pelo teste de Lilliefors. Com isso, pode-se inferir que os dados são adequados para o dimensionamento do tamanho amostral pela distribuição t de Student.
En savoir plus

9 En savoir plus

Tamanho de parcela experimental para avaliar as caracteristicas sensoriais fragrancia e sabor de cafe arabica por simulaçao.

Tamanho de parcela experimental para avaliar as caracteristicas sensoriais fragrancia e sabor de cafe arabica por simulaçao.

Para a determinação do tamanho ótimo de parcelas experimentais, vários métodos são utilizados, de maneira a deixar o método empírico de lado como o da curvatura máxima e o do modelo da regressão linear com resposta a platô. Estes métodos utilizam ensaios em branco ou de uniformidade, onde somente uma variedade é plantada, recebendo as mesmas práticas de cultivo.

2 En savoir plus

Quantidade de frutos para determinar o tamanho de amostra de características de tangerina pelo método de Bootstrap.

Quantidade de frutos para determinar o tamanho de amostra de características de tangerina pelo método de Bootstrap.

XXI Encontro Latino Americano de Iniciação Científica, XVII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação e VII Encontro de Iniciação à Docência – Universidade do Vale do Paraíba. 2 Gala do que maça Fuji na colheita, para todos os erros de estimação da média; Guarçoni et al. (2016) que dimensionaram o tamanho de amostras em função do erro de estimação para as características acidez tituláve, pH e umidade de goiaba utilizando 125 frutos; Galvão et al. (2017) que utilizaram 120 frutos para avaliar características de lima ácida de tahiti em função do erro e Toebe et al. (2012) estimaram o tamanho da amostra necessária para avaliar características de frutos de pêssego cultivar ‘Eldorado’, utilizando 120 frutos para estimar médias de várias características, através de estudos de simulação utilizando o método bootstrap.
En savoir plus

6 En savoir plus

Número de frutos para determinar o tamanho de amostra para a estimação de características de goiaba utilizando simulação.

Número de frutos para determinar o tamanho de amostra para a estimação de características de goiaba utilizando simulação.

Imigrante, Departamento de Engenharia de Produção, Rua Elizabete Perim, s/n - São Rafael, Venda Nova do Imigrante - ES, 29375-000 , lucas.pereira@ifes.edu.br, wilton.cardoso@ifes.edu.br, flavia.peisino@gmail.com. Resumo - Nos experimentos agrícolas, os pesquisadores devem definir o número mínimo de dados necessários para determinar o tamanho de amostra, visando aumentar a precisão experimental. Sendo assim, o trabalho teve como objetivo determinar o número mínimo de frutos para dimensionar amostras e determinar os tamanhos de amostras em função dos erros de estimação de 1 a 10%, para avaliar características de goiaba. O trabalho foi conduzido no IFES, onde foram mensuradas características físicas de 130 frutos de goiaba. O número mínimo de frutos necessários para dimensionar amostras foi obtido utilizando os métodos de bootstrap e do modelo de regressão linear com resposta a platô. O dimensionamento amostral foi calculado utilizando a distribuição t de Student, a estimativa da variância e o erro de estimação. São necessários pelo menos 105 frutos para determinar os tamanhos de amostras. Para todos os erros de estimação, a característica largura foi a que exigiu o maior tamanho de amostra, seguida em ordem decrescente pelas características circunferência, altura e massa, e os tamanhos variaram, respectivamente, de 208, 181, 82 e 62 para o erro de estimação em percentagem de 1%, até 3, 2, 1 e 1 frutos para o erro de 10%.
En savoir plus

6 En savoir plus

Determinação do tamanho ótimo de parcela experimental para experimentos com repolho utilizando simulação e métodos de estimação.

Determinação do tamanho ótimo de parcela experimental para experimentos com repolho utilizando simulação e métodos de estimação.

Diante da importância da olericultura no contexto socioeconômico Capixaba, há necessidade de disponibilizar ao produtor rural novas tecnologias de produção, colheita e pós- colheita, através da geração de novas pesquisas. A pesquisa na olericultura tem contribuído para o desenvolvimento de novas variedades, melhor qualidade, maior produtividade, entre outros, buscando solucionar problemas enfrentados pelos produtores rurais. O tamanho de parcelas para experimentos com repolho é variável e baseado na maioria das vezes na experiência do pesquisador, como por exemplo Lédo, Sousa e Silva (2000) que trabalharam com 16 plantas na parcela útil na avaliação das características produção total de cabeças, peso médio das cabeças, índice de formato, relação comprimento do coração/diâmetro longitudinal, compacidade da cabeça, ciclo, porcentagem de cabeças com podridão bacteriana e porcentagem de plantas perfilhadas e com florescimento prematuro, de cultivares e híbridos de repolho no Estado do Acre.
En savoir plus

9 En savoir plus

Aplicação de Surround® WP, um filme de partículas inorgânicas a base de caulim, e seu efeito no tamanho dos grãos de Coffea canephora

Aplicação de Surround® WP, um filme de partículas inorgânicas a base de caulim, e seu efeito no tamanho dos grãos de Coffea canephora

APLICAÇÃO DE SURROUND®WP, UM FILME DE PARTÍCULAS INORGÂNICAS A BASE DE CAULIM, E SEU EFEITO NO TAMANHO DOS GRÃOS DE COFFEA CANEPHORA. DP Abreu – Graduando em Engª Agrª – UENF - deivissonpabreu.uenf@gmail.com; GP Abreu – Graduando em SI – IFES - gideaoabreu@gmail.com; CA Krohling – Engº Agrº Autônomo - cesar.kro@hotmail.com; JAM. Filho – Engº Agrº. Pesquisador do INCAPER - joseamfilho@hotmail.com; JR da Silva – Doutorando em Produção Vegetal – UENF - jefferson-rangel@hotmail.com; WP Rodrigues – Doutorando em Produção Vegetal – UENF - wevertonuenf@hotmail.com; LS Ferreira – Doutoranda em Produção Vegetal – UENF - luciene.sf05@yahoo.com.br; E Campostrini – Dr. Professor de Fisiologia Vegetal – UENF – campostenator@gmail.com
En savoir plus

2 En savoir plus

Intensidade de sombreamento e tamanho de sementes no desenvolvimento inicial de mudas de uvaia.

Intensidade de sombreamento e tamanho de sementes no desenvolvimento inicial de mudas de uvaia.

Cachoeiro de Itapemirim-ES, Brasil, lorena.prata@hotmail.com . Resumo – Uma das dificuldades para a ampliação da cobertura florestal com espécies nativas é o déficit de sementes e de tecnologia para a produção de mudas. Para a uvaia, o manejo a ser empregado para a produção de mudas de qualidade é pouco conhecido. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito do tamanho da semente e do sombreamento sobre o crescimento de mudas de uvaia. O experimento foi conduzido em fatorial, com três tamanhos de sementes (pequenas, médias e grandes) e três níveis de sombreamento (0; 30 e 50% de sombra), em delineamento inteiramente ao acaso com 16 repetições. Aos 90 dias após o plantio, foram avaliados a altura de plântula (AP), o diâmetro do coleto (DC) e o teor de clorofila nas folhas jovens (TCJ) e adultas (TCA). Houve interação entre o tamanho da semente e os níveis de sombreamento para AP e DC, sendo que as semente pequenas sob sombreamento de 50% tiveram maior crescimento. Aliado a isso, o TCJ e TCA foram maiores para plântulas sob sombreamento. Conclui-se que, independentemente do tamanho da semente, as mudas de uvaia têm melhor desenvolvimento sob 50% sombreamento.
En savoir plus

6 En savoir plus

Tamanho de amostra para avaliar características físico-químicas de tomate.

Tamanho de amostra para avaliar características físico-químicas de tomate.

RESUMO- Diante da grande representatividade socioeconômica da olericultura do Estado do Espírito Santo, há necessidade da geração de novas pesquisas para disponibilizar tecnologias de produção, colheita, pós-colheita e processamento aos agricultores Capixabas. Para a realização de novos experimentos, o tamanho de amostra de frutos deve ser dimensionado para avaliar as características do tomate, em função dos recursos financeiros e humanos e da disponibilidade de tempo. Com isso, o objetivo deste trabalho foi dimensionar o tamanho de amostra em função do erro de estimação para avaliar características físico-químicas de tomate. Os experimentos foram conduzidos no distrito de Alto Caxixe, Venda Nova do Imigrante, ES, e as análises dos frutos realizadas no laboratório de alimentos do Ifes de Venda Nova do Imigrante. Foram mensuradas características de 120 frutos de tomate híbrido Moriá e 120 frutos de tomate hibrido Tyson F1. Os tamanhos das amostras para as características rendimento de polpa, massa de polpa, vitamina C, massa de fruto, ratio, firmeza de fruto, SST, ATT, diâmetro de fruto, altura de fruto e pH, do tomate Moriá, variaram, respectivamente, de 2946, 2939, 2886, 1284, 800, 781, 512, 414, 233, 169 e 58 frutos para o erro de estimação de 1% até 30, 30, 29, 13, 8, 8, 6, 5, 3, 2 e 1 frutos para o erro de 10%. Para o tomate Tyson F1, os tamanhos das amostras para as características firmeza de fruto, massa de polpa, massa de fruto, rendimento de polpa, vitamina C, ATT, ratio, SST, diâmetro de fruto, altura de fruto e pH, variaram, respectivamente, de 3553, 2137,1242, 1075, 1056, 1037, 800, 402, 188, 118 e 21 frutos para o erro de estimação de 1% até 36, 22, 13, 11, 11, 11, 8, 5, 2, 2 e 1 frutos para o erro de 10%. Com base nos resultados observados, cabe ao pesquisador avaliar, dentro de sua disponibilidade de tempo, recursos financeiros e humanos, qual o dimensionamento de amostra adequado que utilizará no experimento.
En savoir plus

10 En savoir plus

Tamanho de amostra para a estimação de características físico-químicas de goiaba.

Tamanho de amostra para a estimação de características físico-químicas de goiaba.

terceiro maior Valor Bruto da Produção Agropecuária - VBPA do Estado, sendo superada apenas pela cafeicultura e pela produção animal. Diante desse cenário, pesquisas devem ser realizadas para disponibilizar ao produtor rural novas tecnologias de produção, de colheita e de pós-colheita. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi dimensionar o tamanho de amostra para avaliar características físico-químicas de goiaba na colheita. O trabalho foi conduzido no IFES de Venda Nova do Imigrante, onde foram avaliadas as características acidez titulável, pH e umidade de fruto. Verificou-se que o tamanho da amostra para as características umidade de fruto, pH e acidez titulável foi, respectivamente, de 8, 39 e 179 frutos para o erro de estimação igual a 1%, e de 2, 10 e 45 frutos para o erro de estimação de 2%. Para todos os erros de estimação, a característica acidez titulável foi a que exigiu o maior tamanho de amostra, seguida em ordem decrescente pelas características pH e umidade de fruto.
En savoir plus

1 En savoir plus

Tamanho ótimo de parcela experimental para avaliar características físico-químicas de café.

Tamanho ótimo de parcela experimental para avaliar características físico-químicas de café.

Artigo submetido em 29/09/2020, aceito em 28/11/2020 e publicado em 23/12/2020. Resumo: A cadeia produtiva do café no Brasil apresenta grande importância socioeconômica, gerando divisas, com grande capacidade geradora de empregos, segundo o primeiro levantamento da safra de 2020 da CONAB, o país deverá colher entre 57,15 e 62,02 milhões de sacas beneficiadas de café. Já no Estado do Espírito Santo, a produção prevista pela CONAB encontra-se entre 13,02 milhões e 15,44 milhões de sacas beneficiadas, sendo 30,84% desta de café arábica. A pesquisa na cafeicultura tem contribuído para o desenvolvimento de novas tecnologias, mas o tamanho de parcelas para experimentos com café é variável é baseado na maioria das vezes na experiência do pesquisador. Com isso, o objetivo do trabalho foi determinar os tamanhos ótimos de parcelas experimentais para avaliar características físico-químicas de café arábica, utilizando os métodos do modelo linear de resposta a platô, da máxima curvatura modificado e da comparação de variâncias. A modelagem aplicada neste estudo permite concluir que de acordo com os dados testados que: São necessárias pelo menos 7 plantas por parcela útil de café arábica para avaliar as características ATT, pH e compostos fenólicos totais, pelo método do modelo linear de resposta a platô; 6, 2 e 6 plantas por parcela experimental útil de café arábica para avaliar as características ATT, pH e compostos fenólicos totais, respectivamente, pelo método da máxima curvatura modificado; e para o método da comparação de variâncias são necessárias 4 plantas úteis por parcela experimental para as três características.
En savoir plus

9 En savoir plus

Tamanho dos grãos de café arábica, após esqueletamento, na Região do Caparaó-ES.

Tamanho dos grãos de café arábica, após esqueletamento, na Região do Caparaó-ES.

A classificação física dos grãos de café quanto ao tamanho é comumente realizada em peneiras específicas para grãos chatos e do tipo moca. O percentual de grãos retidos em cada peneira geralmente reflete no valor de comercialização do café. Para cafés superiores é comum a busca por grãos do tipo chato nas maiores peneiras (≥ 17/64”). O maior tamanho de grão não garante qualidade sensorial superior na bebida, porém relaciona-se a qualidade visual deste. A homogeneidade no tamanho dos grãos crus é essencial para uma torra uniforme e alcance de melhores resultados na avaliação sensorial. Conhecer os percentuais médios de peneira de cada cultivar é de importância primária para os cafeicultores, considerando a exigência de certos mercados importadores de cafés especiais quanto à peneira de grãos. Este trabalho objetivou avaliar as características de peneira de cultivares tradicionais e modernas de café arábica na Região do Alto Caparaó do Estado do Espírito Santo.
En savoir plus

2 En savoir plus

Tamanho ótimo do número de provadores de café com uso do protocolo SCAA.

Tamanho ótimo do número de provadores de café com uso do protocolo SCAA.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2 Instituto Capixaba de Pesquisa, 3 Assistência Técnica e Extensão Rural, 4 Instituto Federal do Espírito Santo Resumo O emprego da análise sensorial ou prova de xicaras no cotidiano da cafeicultura é algo comumente utilizado para a validação da qualidade final dos cafés. Sendo que os provadores são responsáveis por definir os padrões e perfis sensoriais da bebida, com base em treinamento e alta sensibilidade gustativa. Porém a literatura pouco tem discutido sobre a quantidade exata de provadores em estudos sensoriais que adotam a metodologia de provas da Specialty Coffee Association of America – SCAA. Desta forma, utilizando a metodologia de simulação Bootstrap para estimação do tamanho ótimo de parcelas, este estudo buscou quantificar e propor um número mais consistente do uso de provadores em um processo de análise sensorial de cafés especiais. Os resultados indicam que o uso de 6 provadores é suficiente para conduzir análises sensoriais com protocolo da SCAA, sendo que a partir desse número não são observados ganhos em precisão no processo de prova de xícara.
En savoir plus

8 En savoir plus

Show all 18 documents...