• Aucun résultat trouvé

Diálogos geográficos: Brasil-França

N/A
N/A
Protected

Academic year: 2022

Partager "Diálogos geográficos: Brasil-França"

Copied!
2
0
0

Texte intégral

(1)

Jornada de estudos geográficos na Maison du Brésil Diálogos Geográficos: Brasil-França

Jornada de estudos organizada pelos residentes da Maison du Brésil em parceria com a APEB-Fr

Paris, 05 e 07 de fevereiro de 2013 às 19:30 Local: Maison du Brésil

A jornada de estudos geográficos na Maison du Brésil nasce da vontade dos geógrafos que lá vivem e convivem em trocar suas experiências acadêmicas, já que somos mestrandos, doutorandos e pós- doutorandos de diferentes regiões do Brasil. A heterogeneidade do grupo no que se refere as suas distintas escolas geográficas, enriquece e torna o debate ainda mais interessante. E se por um lado as diferentes perspectivas – temáticas, metodológicas e teóricas – podem a princípio parecer um elemento de desencontro, o desenvolvimento de pesquisas em instituições francesas e especialmente em laboratórios de geografia, com orientações distintas, proporcionam o encontro de ideias. Assim, para esta jornada (de dois dias!) propomos estabelecer nossos diálogos entre a Geografia que praticamos e pesquisamos no Brasil com a Geografia Francesa. Historicamente, nenhuma outra escola exerceu tanta influência sobre gerações de geógrafos brasileiros, como a escola francesa, sobretudo nos anos iniciais da institucionalização acadêmica desta ciência no Brasil. Neste sentido, nosso pequeno encontro pode ajudar a refletir sobre o estágio em que se encontra atualmente esta tradicional relação acadêmica entre Brasil- França. De certa feita, propomos para nós, geógrafos brasileiros na França, uma reflexão sobre o porquê de nossa escolha nesta Paris, a capital do mundo no século XIX, segundo constatação da obra inacabada de Walter Benjamin, nesta alvorada do século XXI; ainda no Velho Mundo com olhares para um mundo novo.

(2)

PROGRAMAÇÃO 05 de fevereiro de 2013 – 19:30hs às 22:00hs

Mesa: Aproximações entre Epistemologia e História da Geografia

Mediadora: Jane Roberta de Assis Barbosa (Universidade de São Paulo)

Epistemologias Brasil – França: Quais diálogos entre Geografia e Relações Internacionais?

Raimundo Nonato Júnior (Université Paris 3 – Sorbonne Nouvelle)

Diferentes usos e significados do termo Meio Ambiente na Geografia Acadêmica Brasileira e Francesa Larissa Warnavin (Universidade Fedearal do Paraná)

Le pays du Café, le pays des Amazones: Retratos do Brasil na Europa João Paulo Jeannine Andrade Carneiro (Universidade de São Paulo)

07 de fevereiro de 2013 – 19:30hs às 22:00hs

Mesa: Pensando e Planejando Cidades

Mediador: João Paulo Jeannine Andrade Carneiro (Universidade de São Paulo)

Discussões sobre estratégias econômicas e políticas nas requalificações urbanas em Paris e em São Paulo Lívia Maschio Fioravanti (Universidade de São Paulo)

As Cidades e os Megaeventos Esportivos: Dimensao Territorial dos Projetos, Conflitos e Legados Gilmar Mascarenhas (Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

O que temos a dizer sobre o Planejamento Territorial? Prólogo de um breve diálogo entre a geografia francesa e a geografia brasileira

Jane Roberta de Assis Barbosa (Universidade de São Paulo)

Références

Documents relatifs

Two bottom images: a third area of the model first rendered using classic OpenGL shading with a raking light source, then rendered using monochrome relative depth rendering..

Les carences en matière de systèmes de gestion sont dues à plusieurs phénomènes qui concourent d’une manière générale à éliminer les systèmes ancestraux de gestion des terres

A política de multifuncionalidade da agricultura, além do seu caráter ás vezes ambíguo em termos de ajuda aos agricultores (Perraud, 2003) poderia ter contribuído a manter e perenizar

“Quem escondeu o Ritmo Oculto 1 ?” foi uma pesquisa de metodologia comparada, entre Brasil e França, que teve como tema os Ritmos Escolares ou o tempo que as crianças dos anos

Dentro deste contexto da teoria dos Campos Conceituais e analisando a linguagem e as situações pelo qual o aprendiz possa pôr em funcionamento os seus projetos

Ministère de l’Enseignement Supérieur et de la Recherche Scientifique.. ايندلاو نيدلا روما يلع نيعتسن مهللا كمسب نيملاعلا رونو ةمحرلا يبن ،ةملأا حصنو

(On peut également se dire qu'un dépôt de tartre supra gingival va entraîner une inflammation de la gencive et donc une fausse poche. Le tartre formé se retrouve alors sous la

Phase distributions at various stages of invasion (vapour in light grey, liquid in black, the small squares corresponds to the solid phase): a) High temperature gradient (exp.), b)